MyTSP

Os novos processos de recrutamento: um escape às preguntas rotineiras!

 

Os processos de recrutamento, as entrevistas de trabalho, as provas psicotécnicas e as dinâmicas de grupo, incluindo qualquer outro método utilizado na hora de escolher um candidato para ocupar uma vaga, estão a passar por uma fase de evolução.

“Tempo é dinheiro”, “procuramos talento”, “seleção por competências”: Estas são expressões que continuamos a ouvir por parte dos recrutadores e dos consultores de recursos humanos mas, que nos leva a perguntar, como é que podemos realmente conhecer o verdadeiro potencial de um candidato?

As novas tecnologias estão a obrigar os candidatos a serem mais exigentes com as empresas na hora de dar uma resposta depois de uma entrevista.

Por isso, muitas empresas apostam na incorporação do método de contratação 2.0 nos seus processos de recrutamento. Algumas empresas começaram a utilizar as vídeo chamadas ou videoconferências para substituir as entrevistas presenciais. Esta mudança ajuda a poupar não só tempo como também o desnecessário deslocamento do candidato à empresa.

Esta nova era tecnológica aumentou a quantidade de informação disponível a qualquer momento e em qualquer lugar. Por isso, os Millenials não entendem e criticam duramente as empresas que são incapazes de lhes dar feedback num período inferior a três dias.

Até agora, o historial académico do candidato era bastante importante na hora de recrutar novos empregados. Porém, desde que os diretores dos departamentos de recursos humanos das grandes empresas, como a Google, disseram que este secção nos CVs não eram relevantes, muitas multinacionais começaram a definir novos fatores a ter em conta durante o processo de contratação.

Outras empresas, como a Heineken, transformaram os seus processos de recrutamento em acontecimentos virais:

 
Não nos podemos esquecer que, da mesma maneira que as necessidades dos usuários ou dos consumidores mudam constantemente, o mesmo fenomeno vai passar com as necessidades das empresas e dos seus trabalhadores, sendo uma nova prioridade dentro do mundo da consultaria de recursos humanos.

Portanto, fazer perguntar originais que podem permitir um desenvolvimento sobre algum tema, conhecer os passatempos e as inquietudes das pessoas e saber quais são as suas expectativas para o futuro, são algumas das técnicas usadas hoje em dia para conhecer melhor até que ponto um candidato pode encaixar ou não na equipa da empresa. Até é possível que algumas empresas apresentem o candidato à equipa antes de tomar uma decisão em conjunto.


Classificação: 2/5

COMENTáRIOS

UM COMENTáRIO


Seu nombre: *
Seu e-mail:
(Não se mostrará)
O seu comentario: *
Segurança: *

TALENT SEARCH PEOPLE S.L.
Placement agency Nº 9900000357
Veja ofertas